A hortelã é uma planta aromática. Cresce muito rapidamente e não precisa de grandes cuidados. É nativa das regiões da Ásia, como da antiga Mesopotâmia e Egipto. É uma erva muito antiga e bastante procurada por causa das suas propriedades medicinais. É usada para atenuar problemas digestivos, flatulências, palpitações e tremores nervosos, vómitos, cólicas uterinas, e muito útil contra a tosse facilitando a expectoração. O chá de hortelã também é usado como calmante.

Clima

As várias espécies de hortelã são plantas de clima temperado ou ameno, que suportam bem baixas temperaturas, mas não o congelamento total do solo. Uma recomendação é que o local de cultivo seja bem protegido do vento, pois este pode prejudicar as plantas.

Luminosidade

A hortelã pode ser cultivada em lugares ensolarados ou em sombra parcial com alta luminosidade.

Solo

Cultive a hortelã de preferência em solo fértil e rico em matéria orgânica ou use substrato próprio para cultivo em vaso e floreira. (Substrato Nutrofertil para plantação de aromáticas)

Rega

Regue de forma a manter o solo sempre húmido. O ideal é que o solo nunca seque durante o ciclo de crescimento das plantas.

Algumas espécies estão adaptadas a crescer em solos encharcados. Por exemplo, a hortelã-da-água (M. aquatica), o poejo (M. pulegium), a hortelã-da-ribeira (M. cervina) e podem ser cultivadas em solo bem húmido ou encharcado, ou ainda na beira de corpos de água, como lagos, etc.

Plantação

A plantação pode ser feita através de rizomas ou de ramos retirados de plantas bem desenvolvidas, saudáveis e de boas características. Estes podem ser plantados directamente no local definitivo ou em canteiros, sendo as mudas depois transplantadas quando atingem de 10 a 15 cm de altura.

O espaçamento recomendado entre as plantas varia conforme a espécie e a cultivar sendo plantada, mas geralmente um espaçamento de 30 a 40 cm entre as plantas é considerado adequado.

Manutenção

Retire as plantas invasoras. É necessário algum cuidado na plantação de hortelã porque a maioria das espécies é invasiva, espalhando-se muito rapidamente. Deve cortar as plantas para impedir que se espalhem para fora da área destinada. Em hortas domésticas, é mais conveniente cultivar a hortelã em vasos, canteiros e outros recipientes, para restringir mais facilmente o seu crescimento e impedir que se espalhe e invada o espaço destinado a outras plantas.

Colheita

A colheita pode ser feita a partir do momento em que as plantas se encontram bem desenvolvidas. O melhor momento para colher é quando as plantas estão a florescer, pois neste período seu sabor e aroma são mais intensos, uma vez que a concentração de seus óleos essenciais se torna máxima.

Corte as hastes acima do primeiro ou segundo par de folhas ou colha apenas as folhas necessárias. É possível fazer a colheita de todas as hastes três vezes por ano, por quatro a seis anos sem necessidade de replantio. Mulheres grávidas devem evitar totalmente o consumo de todas as outras hortelãs.

Bibliografia: Hortas.info

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *