As autoridades sanitárias detetaram um novo vírus – o Tomato Leaf Curl New Delhi Virus (ToLCNDV), que afeta sobretudo cucurbitáceas e solanáceas, destacando-se a curgete, abóbora, melão, pepino, melancia e tomate e as infestantes Datura stramonium e Solanum nigrum, como repositórios do vírus.

A DGAV – Direção Geral de Alimentação e Veterinária publicou um folheto informativo contendo informações úteis sobre a doença, como se propaga, quais os sintomas e prejuízos, medidas preventivas para o seu controlo e meios de luta.

Aceda aqui ao folheto informativo “Tomato Leaf Curl New Delhi Virus (ToLCNDV)

Este vírus é transmitido por adultos da mosca branca, Bemisia tabaci, duma forma persistente e circulativa. A mosca, ao alimentar–se duma planta infetada, adquire o vírus tornando-se infecciosa durante toda a sua vida e com capacidade de infetar outras plantas, onde se alimenta.

Sendo o inseto vetor muito polífago, com capacidade de se alimentar e reproduzir num elevado número de espécies vegetais, cultivadas e espontâneas, a transmissão e disseminação do vírus torna-se muito eciente, havendo prejuízos muito elevados quando as infeções ocorrem na fase inicial das culturas.

Se suspeita que a sua cultura está infetada com este vírus, contacte o Serviço Fitossanitário da Direção Regional de Agricultura e Pescas da sua região.

Fonte: Voz do Campo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *