Os portugueses vão ter mais um local para reciclar do lixo doméstico e será obrigatório a partir de 2024.

Há quem já tenha aderido voluntariamente à modalidade, instalando compostores que permitem, a partir dos restos de comida, criar um composto orgânico para ser usado em jardins ou hortas. Este contentor castanho também já existe em algumas zonas do país, para uso de restaurantes e indústrias. É um depósito deste género que passará a estar disponível para todo os cidadãos: a ideia é que, depois de recolhido, este lixo de origem orgânica possa ser transformado em composto para ser vendido – tal como a energia elétrica gerada a partir desse processo de transformação.

Será a partir de janeiro de 2024 que se torna obrigatório, para todos os Estados-membros da União Europeia, ter um quarto contentor para a recolha seletiva do lixo. Será castanho e passará a estar nas ilhas urbanas de ecopontos ou entregue aos munícipes para a recolha porta a porta. O que deve lá pôr? Todos os resíduos biodegradáveis, sejam restos de alimentos ou de plantas de jardim. De fora ficam, claro, os resíduos já encaminhados para ouras fileiras de reciclagem, enquanto para o indiferenciado passam a ir apenas os resíduos sanitários e os dejetos dos animais de companhia.

Fonte: Visão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *