O medronheiro pertence ao género botânico Arbutus que inclui mais dez espécies. A espécie explorada em Portugal é a Arbutus unedo e é produzida tanto para fins alimentares como ornamentais.

Clima
O Medronheiro não tolera verões demasiado secos a menos que se instale perto de cursos de água ou lençóis freáticos. Não gosta de altitudes mais elevadas com períodos de geada mais frequentes e prolongados.

Solo
O medronheiro gosta de solos com profundidades moderadas e pode desenvolver-se em solos de rochas siliciosas ou de origem calcária.

Fertilização de instalação
Este tipo de fertilização é importante e necessária para corrigir a fertilidade do solo e assegurar um desenvolvimento das plantas que permita obter o nível de produção esperado. As análises ao solo permitem medir a fertilidade e saber quais os parâmetros a corrigir. Em função dos resultados poderão ser aplicados ao solo:
o Corretivos minerais para aumentar ou diminuir o pH
o Corretivos orgânicos para aumentar o teor de matéria orgânica
o Adubos ricos e, fósforo, potássio, magnésio e boro que aumentam o teor de nutrientes necessários à instalação da cultura.

Plantação
A época de plantação depende das caraterísticas climáticas. Em Portugal é aconselhável plantar no Outono e sempre com o solo Húmido. Se existir risco de ocorrência de geadas opta-se pela plantação no final do Inverno ou no início da Primavera. Podemos optar por colocar protetores individuais que ajudam no controlo de infestantes na linha, roedores e protegem a planta das drásticas alterações climáticas.
Época de colheita
A colheita do medronho decorre entre setembro e Dezembro, dependendo da região e das condições climatéricas de cada ano.
Se o medronho for para consumo em fresco, este deve ser colhido a partir do momento em que atinge a cor amarela. Se a colheita for para transformação, só deve ser apanhado quando estiver totalmente vermelho.